06 maio 2016

Vamos Falar Sobre o Rotavírus


Olá,  Turminha Querida!
Hoje vou falar sobre o Rotavírus um vírus comum, fácil de contrair e que pode ter consequências graves. Estima-se que ele é responsável por 02 milhões de hospitalizações e cerca de 450 mil mortes por ano em  crianças menores de 05 anos no mundo inteiro (estimativa informada pela Organização Mundial da Saúde).
 Agora vamos saber como se transmite e as consequências do Rotavírus? Vem comigo!

A transmissão é fecal-oral por meio de contato direto com a pessoa infectada ou com alimento, líquido e objetos contaminado. Os sintomas iniciam-se cerca de 01 a 02 dias após o contágio e duram de 03 a 08 dias, podendo variar de diarréia leve a quadros graves que necessitam de hospitalização. O Rotavírus é a principal causa da diarréia grave em crianças com até 02 anos de idade em todo o mundo. Há vários tipos diferentes de Rotavírus porém a primeira infecção tende a ser a mais grave. São conhecidos mais de 50 tipos de Rotavírus que variam ao longo do tempo e conforme a localização geográfica. Atualmente,  cinco representam 95% dos Rotavírus circulantes no Brasil.
A maioria das infecções acontece em crianças de 06 meses a 02 anos de idade, com o quadro clássico de diarréia aquosa abundante  precedida de febre e vômitos,  que podem resultar em desidratação. O reconhecimento rápido dos sinais de desidratação é fundamental para evitar complicações graves.
O tratamento consiste basicamente em evitar a desidratação. Se o seu filho apresentar qualquer sinal de desidratação,  é recomendável a avaliação médica para o tratamento adequado.
Para prevenir a infecção do Rotavírus a criança deve ser vacinada  nos primeiros meses de vida. O aleitamento materno deve ser mantido.  Cuidar da higiene pessoal e doméstica.

Fonte/Reprodução: Folheto informativo da MSD on line impresso em Março/2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É muito bom ter Você com a Gente!

 Blog Renata Massa